Meu Vício em Curiosidades.

Mulher ganha carro em rifa beneficente e devolve o prêmio

Início » notícias » Mulher ganha carro em rifa beneficente e devolve o prêmio
Comentários:

Normalmente, quando publico notícias aqui no blog, são sobre coisas bizarras e totalmente idiotas que algumas pessoas conseguem fazer. Entretanto, hoje a coisa é muito diferente do habitual. Confira:

Em tempos de tantas notícias ruins, o que era para ser algo comum, acaba sendo extremamente surpreendente. A atitude da cabeleireira Maria Isabel Neves Soares, com relação ao prêmio de uma rifa sorteada na semana passada está causando comoção e gerando muitas reações positivas na região onde ela mora.

Isabel, que é uma cabeleireira de 48 anos e moradora de Petrópolis-RJ, foi sorteada na rifa de uma Fiat Uno, que comprou para ajudar uma família que precisava arrecadar R$ 20 mil para realizar a cirurgia de seu filho. Akonn, que tem apenas 3 anos de idade, foi diagnosticado com catarata congênita total, leucocórea e persistência viral primária, três doenças diferentes, que afetavam seus olhos. O menino necessitava de uma cirurgia o mais rápido possível, para não perder totalmente a visão.

Porém, sem condições de conseguir R$ 20 mil tão rápido, os pais do menino decidiram rifar o único bem que eles tinham: um carro Fiat Uno. O carro em questão era a ferramenta de trabalho do pai do menino, que é vendedor.

Quando o Akonn foi diagnosticado, foi terrível. Nós havíamos o levado num médico, e ele disse que era essa as três doenças, e que essa não era a área dele. Então precisamos ir ao Rio, num consultório onde fizeram os exames e confirmaram o diagnóstico. Lá me disseram que o caso era reversível mediante uma cirurgia, e que quanto antes maiores as chances. Só que o valor era muito alto, e não tínhamos esse dinheiro no momento. Explicou Jéssica Verdugo, mãe de Akkon.

Depois da ideia da rifa, começou a correria para vender os bilhetes. Isabel foi apenas uma das compradoras.

Ele (o pai) falou que a rifa era por causa do menino com problemas nas vistas. Eu não consegui vender todas, então comprei o restante que estava comigo para ajudar eles. Explicou Isabel, moradora do bairro Nossa Senhora de Fátima.

A surpresa

O sorteio ocorreu no dia 31, e o bilhete premiado foi de número 332, justamente um dos que Isabel havia comprado.

Depois de saber o resultado, fomos até Isabel comunicar que ela havia ganhado o carro. O carro era nosso instrumento de trabalho, mas foi a única coisa que conseguido para arrecadar o valor. Então já estávamos conformados com isso. Explicou Jéssica, mãe de Akonn.

Jéssica ainda queria fazer um vídeo com Isabel para postar na página do filho, no Facebook, prestando contas da rifa sorteada. Entretanto, no dia da entrega, uma surpresa pra lá de especial: Isabel, a ganhadora, não aceitou o carro.

Ela disse que queria devolver o carro para a gente, porque nós precisávamos mais do carro. E também disse que só comprou a rifa para nos ajudar. Disse Jéssica.

Emocionados, os pais de Akonn ficaram sem palavras.

Eu não sabia o que dizer. Foi Deus que iluminou e pôs a mão no coração dela, e ela fez esse ato tão maravilhoso. Ficamos sem palavras. Continuou Jéssica.

Para Isabel, ela não fez mais do que seu dever.

Me senti como se tivesse cumprido um dever, porque ele precisava muito do carro para trabalhar, e de repente se viu em uma saia justa, pois precisava de 20 mil reais para operar o filho. A única solução que encontrou foi essa. Quando ele veio falar comigo que eu tinha ganhado, eu fiz o que meu coração pediu. Devolvi o carro para ele. Me sinto aliviada porque aquilo era o ganha pão dele, não o meu. Contou Isabel, considera pelos amigos e conhecidos de Akonn, como um verdadeiro anjo.

Final feliz

Com o valor arrecadado, a cirurgia foi feita, e o segundo maior medo dos pais do menino, de ficar sem trabalho para sustentar o filho, agora não faz mais parte da rotina. Akonn voltou a enxergar, e, apesar de exigir cuidados até os 8 anos de idade, fazendo tratamento, a família pode continuar trabalhando com o carro, doado por Isabel.

Como o sorteio foi feito numa loteria federal, foi preciso que Isabel formalizasse a doação. Ela assinou um documento doando o veículo para o pequeno Akonn, sob responsabilidade de seus pais, e tudo foi registrado no cartório, onde foi reconhecida firma dos que assinaram.

A história está correndo na região onde aconteceu, e emocionando muita gente. Que essa história inspiradora sirva de lição e inspiração para muitos que continuam seguindo em frente, assim como Maria Isabel, que há pouco mais de seis meses perdeu um filho, ainda adolescente, em um acidente de trânsito, e mesmo assim não desanimou.

***

Como forma de homenagem a essa linda história, o blog Petronews resolveu tornar o caso público, para que todos possam reconhecer o verdadeiro valor da vida. E eu, após ler a notícia, tomei a liberdade de compartilhar aqui também.

O que você achou da decisão de Isabel? Comente!

Fonte: Petronews

Compartilhe:

É só clicar, vamos lá! =D

Comentários: