Algumas curiosidades sobre o beija-flor

Início » curiosidades » Algumas curiosidades sobre o beija-flor

Publicado: 19/12/2016 às 16:48

Você já teve a oportunidade de ver um beija-flor pessoalmente? Não? Ok, mesmo que você não tenha visto, com certeza você já ouviu falar sobre esse animal encantador, não é mesmo? Essa ave também é conhecida como colibri, cuitelo, chupa-flor, pica-flor, chupa-mel, binga, guanambi, e mainoi. É uma ave composta por 108 gêneros e 322 espécies conhecidas. Nós reunimos algumas curiosidades e fatos interessantes sobre essas aves. Confira:

1. Características

O beija-flor é uma ave que impressiona por sua penugem colorida e, que dependendo do ângulo em que são observados mudam de cor. O bico desse pássaro é bem longo, o qual ele utiliza para retirar néctar das flores. Sua visão é muito aguçada, sendo capaz de detectar cores no espectro ultravioleta.

Estas aves são normalmente pequenas, seu peso oscila entre 2 e 6 gramas e o tamanho varia de 6 a 12 centímetros de comprimento. Uma curiosidade bem interessante é que o menor pássaro do mundo é justamente um beija-flor, chamado beija-flor zumbidor. O beija-flor zumbidor mede cerca de 5,7 centímetros e pesa aproximadamente 1,6 gramas, segundo o Guinness World Records. Apesar dessa ave ser bem pequena, existem alguns beija-flores que são bem maiores, embora sejam raros, como o beija-flor gigante, encontrado na América do Sul, e que pode chegar a medir 20 centímetros de comprimento.

o menor beija-flor do mundo

O beija-flor possui um par de asas com um formato bem peculiar: as asas, aliadas ao fortes músculos que as movem, fazem deste animal uma ave com uma impressionante capacidade de voo, e a única ave capaz de voar para trás, parar no ar e de fazer malabarismos. Essa ave chega a bater as asas aproximadamente 90 vezes em apenas 1 segundo.

A alimentação do beija-flor é formada por néctar, encontrado em diversos tipos de flores e de proteínas retiradas de insetos que essa ave caça. Esse animal é uma ave muito comilona, pois para manter suas asas batendo tão rapidamente, o consumo de energia tem que ser muito grande. Para você ter uma ideia, no total de comida que o beija-flor precisa diariamente, podemos citar um exemplo: um homem de 75 KG que comesse na mesma proporção, deveria ingerir algo perto de 150 KG de batata por dia. O coração dessa ave bate 480 vezes por minuto quando em repouso e inacreditáveis 1.260 vezes por minuto quando está voando.

2. Reprodução

Com as asas batendo sem parar, o macho faz muitas curvas para trás, para a frente, para um lado e para o outro, para cima e para baixo. Vai aumentando a velocidade das curvas, vai chegando mais alto, e de repente, sobe direto. Fica suspenso no alto e em um só instante mergulha, e no meio do caminho freia e para bem na altura da cabeça da fêmea, que está “sentada” em um galho, assistindo o show. Essa manobra toda é apenas para dizer para a fêmea que ele voa muito bem, e que consegue parar rapidamente quando for necessário, tentando assim conquista-la.

Como dito acima, normalmente os beija-flores batem as asas aproximadamente 90 vezes por segundo, porém, nessa hora, para realizar tal acrobacias, os batimentos das asas se aproximam aos 200 batimentos por segundo. Mas não é todos os beija-flores que conseguem bater as asas tão rapidamente, o beija-flor gigante é um exemplo, pois bate muito mais devagar devido ao seu tamanho.

O beija-flor é um animal monogâmico, ou seja, assim como os papagaios, eles normalmente só tem um parceiro durante toda a vida. Geralmente os beija-flores botam apenas dois ovos e o período de incubação dura entre 15 e 20 dias. A fêmea é quem constrói o ninho, choca os ovos, protege e alimenta os filhotes que nascem cegos e sem penas. A mãe utiliza seu longo bico para alimentar os filhotes, introduzindo néctar em suas gargantas. A maioria dos filhotes abrem os olhos com 4 ou 5 dias, e já começam a voar após 3 ou 4 semanas. Em média essas pequenas aves vivem por volta de 8 anos, porém, existem boatos de um indivíduo que viveu em cativeiro por volta de 17 anos.

3. Mais de 30 milhões de anos

O registro mais antigo encontrado dessa ave é um fóssil de mais de 30 milhões de anos, que foi encontrado na Alemanha. Como atualmente os beija-flores só existem nas Américas, os cientistas ainda estão em dúvida entre duas hipóteses: a primeira é que eles existiam na Europa, mas se extinguiram há milhões de anos. A outra é que o fóssil não pertence a um ancestral do beija-flor, mas sim a outra ave parecida. A segunda teoria é a mais aceita, pois se acredita que os beija-flores tenham se originado nas florestas do Brasil, onde competiam com os insetos pelo néctar das plantas, e então se dispersaram para o resto do continente.

4. Eles cantam

Uma característica pouco conhecida do beija-flor, é seu canto. Durante muito tempo pensou-se que eles não tinham nenhum som característico, mas a verdade é que os sons emitidos pelos beija-flores são muito agudos e rápidos, tornando-os praticamente impossíveis de ser escutados pelos seres humanos.

Apesar de suas cordas vocais ser muito simples, essas aves são capazes de emitir dois sons ao mesmo tempo, variando a sequência de notas do seu canto e apresentando variações regionais.

5. Atenção, tome cuidado

Muitas pessoas colocam bebedouros com açúcar na intenção de atrair os beija-flores para suas casas, porém, acabam se esquecendo de que uma higiene rigorosa é essencial. Se a água colocada não for trocada diariamente, a água açucarada pode acabar matando esses incríveis pássaros.

Fontes: InfoEscola e Ninha Bio

Comentários:
Compartilhe: